Pesquisar

Minhas Redes Sociais – Nosso contato direto com você

No link abaixo nosso contato e nosso endereço de redes sociais. Siga-nos nestas Redes Sociais e tenha sempre acesso as informações que publicamos regularmente.



CLIQUE AQUI!

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Terapia a laser de baixo nível melhora a visão em um paciente com retinose pigmentar.



OBJETIVO:

Este relato de caso descreve os efeitos da terapia a laser de baixo nível (LLLT) em um único paciente com retinite pigmentosa (RP).

DADOS DE FUNDO:

RP é uma desordem hereditária da retina, que eventualmente leva à cegueira. Nenhuma terapia está atualmente disponível.

MÉTODOS:

O LLLT foi aplicado usando um díodo de laser de onda contínua (780 nm, 10 mW de saída média a 292 Hz, 50% de modulação de pulso). A retina completa dos olhos foi irradiada através da conjuntiva durante 40 s (0,4 J, 0,333 W / cm2) duas vezes por semana durante 2 semanas (1,6 J). Paciente de 55 anos de idade, com RP avançada, foi tratado e acompanhado por 7 anos.

RESULTADOS:

O paciente tinha queixado de nyctalopia e diminuição da visão. Na primeira apresentação, a melhor acuidade visual foi de 20/50 em cada olho. Os campos visuais foram reduzidos a um residual central de 5 graus. Tritan-dischromatopsy foi encontrado. O potencial retiniano estava ausente na electrorretinografia. A biomicroscopia mostrou atrofia do nervo óptico e vasos retinianos estreitos com padrão típico de pigmentação retiniana. Após quatro tratamentos iniciais da LLLT, a acuidade visual aumentou para 20/20 em cada olho. Campos visuais normalizados com exceção de um escotoma concêntrico absoluto médio periférico. Cinco anos após a interrupção da LLLT, observou-se uma recaída. A LLLT foi repetida (outros quatro tratamentos) e restaurou o sucesso inicial. Durante os 2 anos seguintes, 17 tratamentos adicionais foram realizados "conforme a necessidade", para manter o resultado.

CONCLUSÕES:

A LLLT mostrou melhorar e manter a visão num doente com RP, podendo assim contribuir para abrandar a cegueira.

Fonte :
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=retinitis+pigmentosa+ivandic
Créditos pela tradução, página doenças da visão no Facebook.

4 comentários:

  1. Que coisa boa
    Onde foi feito isso? Tenho RP e gostaria de mais inf
    Podemos fazer tbm?
    Obg

    ResponderExcluir
  2. Onde são estes tratamentos, no Brasil? Em que lugar, clínica.

    Carlos Oliveira
    Porto, Portugal

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de saber tbm?? Onde encontro estes tratamentos

    ResponderExcluir
  4. Ola se alguem tiver informações sobre esse tratamento e relato sobre mais alguma pessoa, que tambem fez o mesmo tratamento, por favor entre em contato tenho grande interesse

    ResponderExcluir