Pesquisar

Minhas Redes Sociais – Nosso contato direto com você

No link abaixo nosso contato e nosso endereço de redes sociais. Siga-nos nestas Redes Sociais e tenha sempre acesso as informações que publicamos regularmente.



CLIQUE AQUI!

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Poema: Os deficientes visuais não são iguais.

Alguns enxergam embaçado ,
outros vêem de lado.
Alguns vêem só durante o dia,
outros só a noite.
Tem deficiente visual que ver vulto,
já tem outros que vêem só o escuro.
Tem deficiente visual que é cego,
já tem outros que tem baixa visão.
Tem deficiente visual que é feliz do jeito que é,
já tem outros que usam a cegueira para conseguir o que quer.
Alguns são de nascença,
outros perdem mais tarde.
Alguns não se aceitam,
e engnoram a realidade.
Tentam ser o que não são,
fingindo que enxergam lascam a cara no chão.
Ficam perdendo tempo achando que são encapasses,
enquanto outros ficam lutando para mostrar que são capasses.
Enquanto tem cego usando a cegueira para pedir esmola,
tem outros usando a cegueira para sorrir e jogar conversa fora.
Enquanto tem cego usando a cegueira para brincar,
tem outros usando a cegueira para chorar.
Enquanto alguns cegos estão na sala de aula estudando,
outros estão trancados no quarto se lamentando.
Alguns deficientes visuais só ver de frente,
outros são muito exigentes.
Tem cego que quando chega gente quer logo se exibi,
tem outros que quando chega gente e querem logo sair da li.
Tem deficiente visual que é amigo,
já tem outros que são agressivos.
Todos eles tem seus ideais,
mais os deficientes visuais não são iguais.

Autor:Geilson de Sousa Santos

Fonte:http://saci.org.br/?modulo=akemi¶metro=32414