Pesquisar

contato

Fala galera! Fugindo um pouco da temática da página, hoje eu quero deixar aqui um cupom de desconto para futuros usuários do aplicativo Uber, ou você que já tem o aplicativo instalado e ainda não fez a sua primeira viagem. O que você acha de ganhar 20 reais de desconto em suas 2 primeiras viagem com a Uber? Para isso é bem simples basta você cadastrar em seu aplicativo o seguinte código (q7nfan5jue).

O aplicativo Uber pode ser baixado no Androide, no iOS podendo ser utilizado em qualquer cidade que tenha disponibilidade dos serviços do Uber.

O uber aceita pagamentos em dinheiro,mas você também pode cadastrar o seu cartão de crédito ou débito e a corrida é debitada diretamente no cartão.

Os preços do Uber são bem mais baratos se comparado com o preço de táxis convencionais. E Com o código promocional (q7nfan5jue), a sua primeira corrida ainda tem um bom desconto.

Participe do nosso grupo no WhatsApp.

Para participar é bem simples, basta enviar um email para pauloricardo012@gmail.com solicitando a participação no grupo.

Meu contato e contato do nosso grupo e da nossa página no facebook!

CLIQUE AQUI!!!

Um pouco da minha história com a Retinose pigmentar.

Um pouco da minha história com a Retinose pigmentar.

Meu nome é Paulo Ricardo tenho atualmente 29 anos, hoje vou contar um pouco da minha história, nasci na cidade de Murutinga do sul no estado de São Paulo. Quando eu era pequeno, meus pais começaram a perceber que eu tinha muita dificuldade para enxergar principalmente a noite, e também para encontrar objetos quando caía no chão, foi ai que eles perceberam que tinha alguma coisa de errado com a minha visão. Então mediante a situação eles decidiram me levar para um oftalmologista me examinar, e foi neste dia que tudo começou
. Na época eu tinha por volta de 4 anos de idade, e foi naquele dia que aquele médico na ocasião me diagnosticou com Retinose pigmentar.
Bem eu era uma criança e minha vida continuou normalmente como uma criança normal, até por que minha maior dificuldade era apenas a noite e em ambientes escuros, tinha uma vida normal jogava bola, andava de bicicleta, enfim tudo o que uma criança morando em uma pequena cidade do interior faz. Conforme fui crescendo as dificuldades foram aumentando, na escola era muito difícil, sempre tinha que sentar na primeira carteira próximo a lousa, para assim poder copiar, quando por algum motivo acabava a luz na escola ficava todo apavorado, pois não conseguia ver nada, os micos faziam parte do meu cotidiano era muito comum esbarrar nas coisas e nas pessoas, confesso] que foi uma fase bem difícil da minha vida pois era criança e não tinha maturidade suficiente como hoje eu tenho para lidar com certas situações. Agora saindo da infância e entrando na adolescência e iniciando a vida adulta, confesso que também não foi nada fácil, pois foi a partir deste momento que eu começava a entender o que de fato eu tinha nos olhos, foi nesta época que começou a ecoar em minha cabeça que no futuro eu poderia ficar cego, mas mesmo estes pensamentos passando por minha cabeça eu sempre procurava tirar o foco desta possibilidade. Pois bem, as dificuldades na escola cada vez mais ia aumentando, ao ponto de copiar apenas aquilo que eu conseguia enxergar, foi bem difícil terminar o colegial, nesta época os amigos saindo a noite e eu sempre inventando desculpas para não ir, pois escondia o máximo que eu podia minha limitação visual, e hoje eu sei que foi por este motivo que sofri tanto, sofria por não me aceitar como eu era. Terminado o colegial tinha acabado de completar 18 anos, e fui tentar realizar um grande sonho que era tirar a minha carteira de motorista, foi nesta ocasião que eu tive mais uma grande decepção, fui reprovado no exame médico por causa da minha visão, naquela época eu acreditava que tinha condições de dirigir, mas hoje eu sei que mesmo enxergando muito melhor que hoje naquela época, de fato eu não tinha condições de tirar habilitação. Entrando agora na vida adulta, vários sonhos, vários objetivos, e vários deles sendo barrado pela minha deficiência visual. Ah esta palavrinha chamada deficiência, eu não gostava nem de ouvir ela, pois não me considerava uma pessoa com deficiência, nossa como lutei contra isso, não queria aceitar de forma alguma e por este motivo, deixava de frequentar lugares, deixava de viver tudo por que eu não queria que os outros percebessem que eu não enxergava bem. Foram muitas as vezes que eu chegava em casa do trabalho e chorava como uma criança, e muita vezes de revolta por varias situações constrangedoras que eu passava, mas hoje eu sei que muitas coisas que eu deixei de viver foi por medo, pois hoje eu sei que a verdadeira deficiência é aquela que prende o ser humano por dentro e não por fora. O tempo foi passando e agente vai ficando calejado e a ficha vai caindo que o tempo está passando e tem uma frase que gosto muito que diz assim: (Se você não pode mudar seu destino, mude sua atitude!...) E foi exatamente isso que eu comecei a fazer, umas das primeiras coisas que eu fiz foi procurar conhecer pessoas com deficiência visual, eu queria saber como elas andam sozinha, como usam computadores, celulares mesmo sem enxergar. Posso dizer que foi um choque de realidade a primeira vez que eu pisei o pé em uma instituição para pessoas com deficiência visual, por mais que eu tinha consciência que eu tenho uma doença degenerativa, posso dizer que eu nunca tinha me imaginado estar ali naquele local. Mas eu não tinha pra onde correr, pois minha visão cada vez mais caindo e as dificuldades do meu dia a dia ia aumentando, mas nada melhor do que o tempo, aos poucos agente vai amadurecendo, vai se aceitando e automaticamente o peso do fardo vai ficando mais leve. Ah! Agora eu vou falar da bengala, nossa como eu era resistente em usar, lembro que quando eu ganhei a minha primeira bengala na instituição, cheguei em casa revoltado guardei e só criei coragem de começar a usar ela depois de 6 meses. Mas hoje eu digo que considero fundamental afirmar a importância da bengala e estimular o seu uso quando necessário até mesmo nos casos de baixa visão. Ela constitui um símbolo historicamente negativo, carregado de preconceitos, mas que proporciona, principalmente, autonomia. E justamente por este motivo deve ser valorizada e vista como instrumento da inclusão e não da dependência e da pena. Bem pessoal, este foi um pouquinho da minha história, se eu fosse escrever tudo o que já passei na minha vida em virtude da minha limitação visual, passaria horas e horas escrevendo. E para terminar hoje com 29 anos de idade, tenho entre 5% e 10% de visão, mesmo enxergando tão pouco posso afirmar que faço coisas que quando enxergava bem melhor eu não fazia, tudo isso graças a auto aceitação, muita força de vontade, e claro muita fé em Deus! Pessoal agora falando um pouco sobre o Blog Retinose pigmentar notícias, criei esta página com o intuito de compartilhar informações relacionadas a RP, e principalmente com o objetivo de trocar experiências com demais pessoas com RP. Se você tem RP ou é um familiar, amigo de alguém que tenha RP e deseja entrar em contato comigo o meu email é pauloricardo012@gmail.com. Agora se você tem skype e quiser me adicionar o meu contato skype é:pauloricardo012@hotmail.com . E você também pode encontrar agente no facebook pesquisando pelo nosso grupo Retinose pigmentar notícias, ou pela nossa página lá no facebook pesquisando pelo mesmo nome, aqui na página você também pode encontrar o link tanto para o grupo ou para página. Um forte abraço galera!!

Autor:Paulo Ricardo 09/08/2016

sábado, 3 de dezembro de 2016

progesterona pode ser eficaz no tratamento da retinose pigmentar.

créditos: tradução página doenças da visão no Facebook. A progesterona é eficaz para o tratamento de retinite pigmentosa
Pesquisadores da CEU-UCH em modelos animais demonstram o efeito neuroprotetor do "hormônio feminino" para o tratamento desta doença rara hereditária

Uma equipe de pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade CEU Cardenal Herrera tem estudado os efeitos da administração de -hormona progesterona envolvida principalmente na gravidez, embriogênese e ciclo único na retinite pigmentosa, uma doença neurodegenerativa rara que pode causar cegueira natureza e para as quais ainda não há tratamento. De acordo com os resultados obtidos em modelos animais em pesquisa na CEU-UCH, a administração oral de progesterona actua em vários níveis de retardamento da morte de neuro-receptor da retina e, consequentemente, a perda de visão causada por esta doença rara de carácter hereditária.

De acordo com o diploma de professor de Farmácia CEU-UCH Maria Miranda, que liderou a equipe de pesquisa, alguns estudos recentes têm demonstrado a capacidade neuroprotetor de progesterona em casos de trauma cerebral aguda em modelos animais experimentais, como este hormônio não é sintetizado apenas nos ovários, mas também no sistema nervoso central em ambos homens e mulheres. "Por isso, decidimos estudar administração na retinite pigmentosa, uma doença rara, em linha com a nossa Universidade presta atenção a essas doenças." Este ano, o CEU-UCH é a casa do Obser, o Observatório de Doenças Raras (Federação Espanhola de Doenças Raras).

Professor Miranda acrescenta: "Nós não só queria confirmar este efeito neuroprotector de retinite pigmentosa, mas também a capacidade de progesterona para reduzir o efeito dos radicais livres e aumentar as defesas antioxidantes, reduzindo o stress oxidativo e outros mecanismos de neuroproteção que poderiam retardar a progressão da doença, que é a principal causa de cegueira na população activa nos países desenvolvidos e atualmente não tem cura ".

principais resultados

No estudo realizado no CEU-UCH, a progesterona foi administrada por via oral a ratos em doses de 100 miligramas por quilo de peso. Apenas 8 dias após o início do tratamento com progesterona por via oral, um aumento na resposta do ERG e reduzindo gliose, essencial para retardar a doença e o factor de deficiência visual produzido foi observado. uma redução significativa nas concentrações de glutamato na retina também foi detectado, entre outros efeitos. "Em suma, vimos como este hormônio atua em vários níveis para retardar a morte de fotorreceptores da retina", diz o professor da CEU-UCH Maria Miranda.

Globalmente, um em cada 4.000 pessoas sofre de retinite pigmentosa. Isso afeta os fotorreceptores da retina, principalmente bastões, responsáveis pela visão noturna ou pouca luz. No entanto, uma vez que as hastes se degeneraram, os cones -Responsável visão diurna e a principal fonte de visão de seres humanos também morrem, levando à completa cegueira.

Professor Maria Miranda é o investigador principal do grupo "As estratégias terapêuticas em patologias oculares" do CEU-UCH, especialmente dedicado a encontrar novas terapias para doenças degenerativas que afetam o sistema visual, como a retinite pigmentosa e retinopatia diabética. Neste estudo sobre a progesterona, Professor Maria Miranda levou a equipe de Rosa Lopez Pedrajas, professor do Departamento de Ciências Biomédicas CEU-UCH; Violeta Sanchez Vallejo e Soledad Benlloch, assistentes de pesquisa do Instituto de Ciências Biomédicas da CEU-UCH, e Professor Francisco Javier Romero, da Faculdade de Medicina da Universidade Católica de Valência.

Fonte :
http://www.dicyt.com/noticias/la-progesterona-es-eficaz-para-el-tratamiento-de-la-retinosis-pigmentaria

10 possíveis tratamentos promissores na luta contra a cegueira.

Créditos pela tradução: página no Facebook doenças da visão. Estamos motivados por um objetivo singular: desenvolver novos tratamentos para cegueira e perda de visão. Este objetivo alimenta toda a pesquisa que financiamos. Hoje, sabemos mais sobre cegueira doenças oculares do que nunca. Esse conhecimento é poder porque nos mostra onde direcionar nossos recursos para vencer a luta contra a cegueira. 
Existem quatro principais candidatos na corrida para restaurar a visão: 
Terapias genéticas 
Terapias de células estaminais 
Terapias medicamentosas 
Visão artificial 
A contagem regressiva abaixo apresenta as 10 descobertas FFB Top de 2016 que estão dirigindo a corrida para restaurar a vista. 
TERAPIAS GÉNICAS 
Embora não estejamos prontos para declarar um claro vencedor na corrida para restaurar a visão, muitos especialistas acreditam que a terapia genética é a principal. 2016 foi um ano de pesquisas encorajadoras e desenvolvimentos clínicos, incluindo o lançamento da primeira terapia genética baseada em optogenética para restaurar a visão e a promessa de novas tecnologias de edição de genes, como o CRISPR. Duas descobertas financiadas pela FFB ajudaram a assegurar o sucesso futuro da terapia genética. 
10. Dr. Ian MacDonald completou o primeiro ano de seu julgamento terapia genética ocular dois anos para pacientes choroideremia. Ao ser pioneiro no primeiro ensaio de terapia genética ocular do Canadá, o Dr. MacDonald e sua equipe estão abrindo caminho para terapias genéticas em geral. É difícil trabalhar primeiro - mas estamos tão orgulhosos de ter o Dr. MacDonald liderando o caminho! Dr. MacDonald não é capaz de compartilhar seus resultados até depois que o estudo é concluído, mas não podemos subestimar o valor de seu trabalho pioneiro que está descobrindo o caminho para a frente terapias genéticas no Canadá. 

9. Dr. Andras Nagy é um líder mundial em terapias com células-tronco - mas seu trabalho também combina a terapia genética. O Dr. Nagy e sua equipe estão trabalhando para gerar uma terapia segura e "inteligente" de células-tronco para tratar a degeneração macular relacionada à idade. Para fazer isso, eles estão usando técnicas de edição de genes para tornar mais seguras as terapias com células-tronco e também para liberar drogas que salvam a vista - especificamente para tratar a degeneração macular relacionada à idade úmida. Este ano, eles descobriram que suas células-tronco geneticamente modificadas são capazes de liberar a droga e também sobreviver por um longo prazo, após terem sido enxertados. Esta nova evidência de que sua abordagem é segura e eficaz é essencial no desenvolvimento de um " um tiro " tratamento para a DMRI.
 TERAPIAS CELULARES 
Foi um ano tormentoso para a terapêutica com células-tronco. As descobertas que mudaram o jogo abalaram o mundo das células-tronco e também identificaram os principais desafios e oportunidades para as terapias de visão baseadas em células-tronco. Em 2016, quatro projetos de pesquisadores financiados pela FFB ajudaram a solidificar o Canadá como líder internacional no estágio de células-tronco. 

8. investigação sobre células estaminais do Dr. Valerie Wallace está focada em substituição preciosos cones fotorreceptores do olho, que são essenciais para, de alta acuidade central e visão de cores. A perda de cones causa perda de visão central na DMRI e na retinite pigmentosa em estádio tardio. Estudando a função de novos genes específicos de cone, eles estão obtendo percepções críticas sobre a biologia e sobrevivência do cone. Esta pesquisa tem o potencial de identificar novas abordagens para promover a sobrevivência do cone. Este ano, o Dr. Wallace desenvolveu um novo modelo para estudar os cones que serão utilizados por pesquisadores de todo o mundo para aperfeiçoar os métodos de transplante de células-tronco. 

7. Dr. Gilbert Bernier também está focada em cones fotorreceptores. (Cones são tão criticamente importantes para restaurar a visão, precisamos de muitas pessoas focadas neste problema.) Estamos muito felizes que o Dr. Wallace e o Dr. Bernier estão colaborando para acelerar o seu progresso. Em 2015, relatamos que o Dr. Bernier desenvolveu um novo método para produzir um grande número de cones para a terapia de transplante. Este ano, o Dr. Bernier identificou os melhores modelos animais pré-clínicos que serão necessários antes de passar para um ensaio clínico com seres humanos e começou a montar uma equipe de especialistas cirúrgicos para realizar o trabalho. 

6. Dr. Michel Cayouette também está trabalhando em transplante de células-tronco, mas a partir de uma abordagem um pouco diferente. Porque nós não sabemos quem vai ganhar a corrida para restaurar a visão, sabemos que investir em estratégias diferentes e complementares é a chave para o sucesso a longo prazo. Em 2016, o Dr. Cayouette descobriu os principais genes que estão envolvidos no desenvolvimento de fotorreceptores: especificamente os genes que causam um fotorreceptor para se tornar um cone ou uma pressa . Controlar esta via de desenvolvimento poderia informar o desenvolvimento de terapias de células estaminais eficazes e eficientes.
 
5. Dr. Sarah McFarlane também está estudando o desenvolvimento de aprender como células do olho migram durante o desenvolvimento regular e durante a lesão. Este ano, ela descobriu informações importantes sobre o comportamento de células muito precoces que se destinam a desenvolver em epitélio pigmentar da retina (células RPE). É muito importante entender como as células RPE se movem e funcionam porque estão sendo testadas como um possível tratamento derivado de células-tronco em ensaios clínicos para a DMRI e a doença de Stargardt. Baseando-se em sua descoberta, o Dr. McFarlane está agora a desenvolver novas ferramentas para as células vivas. Estas novas ferramentas ajudarão a descobrir informações para orientar o desenvolvimento de terapias de células estaminais seguras e eficazes. 

TERAPIAS DROGAS 
Os cientistas estão trabalhando para identificar e desenvolver novos fármacos com a capacidade de preservar a visão remanescente e evitar perda de visão adicional. Em 2016, três pesquisadores financiados pela FFB fizeram passos críticos para tornar novas terapias de drogas para cegueira doenças oculares uma realidade. 

4. Dr. Gregory Cheryl-Evans é o desenvolvimento de uma droga que iria tratar um tipo de mutação que causa a doença, conhecidos como uma mutação " absurdo " que é responsável por aproximadamente 35% de todos os casos de amaurose congénita de Leber (LCA). Mutações sem sentido causam sinais de paragem prematura, que levam a proteínas não funcionais. A ausência destas proteínas necessárias causa doença. Dr. Gregory-Evans é o pioneiro de terapia, que usa drogas que permitem que a maquinaria celular ignorar o sinal de Pare incorreto e produzir comprimento total , proteínas funcionais. Este ano, sua equipe fez o progresso principal com sua descoberta que se as drogas forem dadas cedo bastante então a retina pode ser preservada. Estes dados positivos com o seu trabalho sobre LCA significa que eles podem testar esta combinação de drogas abordagem para outras doenças da retina
 
3. Dr. de Bruno Larrivée está desenvolvendo um novo tratamento para degeneração macular relacionada com a idade. Este ano, sua equipe fez um progresso fundamental com sua descoberta de que BMP9 é tão eficiente quanto os anti-VEGF atuais agentes para prevenir o crescimento dos vasos sanguíneos, mas não tem as desvantagens desses agentes, como o método de injeção que é usado para fornecer corrente Anti-VEGFs. Esta pesquisa define uma nova estratégia para prevenir o crescimento de vasos sanguíneos patológicos na DMAH úmida. 

A descoberta de 2. Dr. Jean-Sébastien Joyal em 2016 mudou fundamentalmente a forma como entendemos a degeneração macular relacionada com a idade (DMRI). Seu trabalho estabeleceu várias conclusões-que inovadoras é por isso que esta pesquisa foi destaque na capa da prestigiosa revista Nature Medicine. Primeiro, foi demonstrado que os fotorreceptores usam uma via alternativa (β-oxidação lipídica), além do metabolismo da glicose, para produzir energia. Em segundo lugar, por manipular geneticamente e farmacologicamente esta via para simular a escassez de nutrientes, os pesquisadores conseguiram mostrar que os fotorreceptores famintos aumentam a produção de VEGF - a molécula sinalizadora associada à proliferação de vasos sangüíneos causadores da AMD. Finalmente, foi demonstrado que este aumento no VEGF por fotorreceptores deficientes de energia provoca lesïs retinas semelhantes a AMD hïdas. Esses achados fornecem fortes evidências de um mecanismo previamente desconhecido subjacente à DMAE úmida que abrirá caminhos para futuras estratégias de tratamento que reduzem a visão. 

1. Fique atento Nossa maior e mais excitante descoberta do ano ainda é TOP SEGREDO Vamos anunciá-lo antes do final de 2016. 
VISÃO ARTIFICIAL 
Em pessoas que vivem com uma doença avançada da retina, as células capturadoras de luz da retina, chamados fotorreceptores, foram perdidas, mas a rede de nervos que envia informações visuais para o cérebro é muitas vezes intacta. Visão artificial utiliza dispositivos eletrônicos que são capazes de contornar os fotorreceptores e enviar sinais visuais diretamente para o cérebro. O sucesso da visão artificial depende da nossa profunda compreensão de como a visão funciona. Em 2016, pesquisadores financiados pela FFB fizeram 42 novas descobertas que nos ajudam a entender a visão. Se você não sabe o que está quebrado - você não pode corrigi-lo. Todas essas descobertas estão aumentando o sucesso de tratamentos futuros. 

Fonte :
http://ffb.ca/top-10-discoveries-driving-the-race-to-restore-sight-in-2016/

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Cientistas russos estão a um passo da cura da cegueira

A cura da cegueira está próxima. Quem o garante é o Centro de Análises Clínicas de Medicina Físico-Química da Rússia, cujos cientistas afirmam ter cultivado retinas, com sucesso, através da reprogramação de células.

Segundo um estudo publicado esta quarta-feira no jornal russo Izvestia, um primeiro transplante de testes será realizado em 2017.

Com a ajuda de novas tecnologias, cientistas planeiam realizar posteriormente estudos também no uso de células reprogramadas no tratamento da doença de Parkinson.

A reprogramação de células é um fenómeno bastante recente na ciência.

O professor Signa Yamanaka, investigador da Universidade de Quioto e prémio Nobel em 2012, descobriu a capacidade única de células humanas de determinados tecidos, como a pele, de mudar a sua estrutura para o estado embrionário.

As células-estaminais podem também dar origem a quase todo o tipo de tecido.

Segundo os cientistas do CAC MFQ – Centro de Análises Clínicas de Medicina Físico-Química da Rússia, é agora possível criar uma retina a partir dos fibroblastos da pele.

Esta operação permitirá tratar, em primeiro lugar, pacientes que estão a perder a visão devido a degeneração macular genética, doença que causa a cegueira em pessoas com mais de 55 anos.

O tecido mais fácil de usar na reprogramação de células é a pele, porque a realização da biopsia não causa danos graves ao paciente, e as células multiplicam-se significativamente.

Mesmo havendo alguns tratamentos que retardam o progresso da cegueira, os pacientes com degeneração macular genética começam a cegar entre 20 e 30 anos, – não havendo, até agora, tratamento eficaz contra ela.

Segundo o chefe do Laboratório de Tecnologias Biomédicas do CAC MFQ, Sergei Kiselev, testes clínicos de transplante de retina estão a ser realizados actualmente nos EUA e na Europa.

Foram também realizados no Japão, antes de serem temporariamente suspensos devido a mudanças na legislação, mas o país pretende continuar com o desenvolvimento da técnica em 2017.

Mesmo havendo tratamentos que retardam o progresso da cegueira, os pacientes com degeneração macular genética começam a cegar entre os 20 e 30 anos, pois não há, até agora, um tratamento definitivo contra a cegueira.

A técnica poderá também ser usada para o transplante de neurónios humanos, que, juntamente com um procedimento da correcção de genoma, ajudará no tratamento de pacientes com a doença de Parkinson.

Página no Facebook jornalinho: 2 Dezembro 2016
Fonte: ZAP

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Açafrão pode trazer benefícios a retina.


 

Uma equipe de pesquisadores na Itália descobriram que poderia ser a cura para a perda de visão por degeneração macular relacionada com a idade. 

Não só a sua pesquisa mostra que o açafrão poderia prevenir a perda da visão, mas na verdade reverteu a perda da visão relacionadas com a idade degeneração macular em participantes do estudo. 


O que é a degeneração macular 

Degeneração macular é a causa principal da cegueira. A mácula é localizado no centro do olho, e é responsável para a parte central do nosso campo visual. Como a mácula degenera em pessoas que sofrem desta condição, muitas vezes idosos, mas também em indivíduos jovens e saudáveis do centro do campo visual pode ser interrompido. 

Em primeiro lugar, a degeneração não podem causar problemas de visão, mas gradualmente do centro do campo de visão será alterada, indo progressivamente turva e ondulado, a criação de um "orifício" no centro de visão visão. Embora a visão periférica permanece em grande parte afetada, as pessoas com degeneração macular avançada são considerados legalmente cegos. 

Este tipo de problema ocular é altamente debilitante, afetando mais pessoas do que o glaucoma e catarata combinada. Genética desempenha um papel importante no desenvolvimento desta doença, mas pode ser acelerada e exacerbada pelo fumo. 

Açafrão e degeneração macular 

Os amantes de comida indiana em todo o mundo têm o prazer de saber que - essa especiaria açafrão laranja vibrante que é tão comum e delicioso na cozinha da Índia, pode ajudar a prevenir problemas de visão e até mesmo curar os existentes. 

A maioria das pessoas já ouviu falar que as cenouras são excelentes para manter a saúde da visão , e agora é a hora de adicionar outro para que a laranja lista saborosa género alimentício: açafrão. 

Não pare de ler: 

Viver melhor utilizar o seu relógio biológico. 

Agora que o açafrão foi mostrado para melhorar a visão e parece ter propriedades protetoras para ele, e você tem uma boa razão para ceder a seus desejos para os sabores da Índia. Quem disse que comer alimentos com caril não poderia ser tão bom para você como para o seu paladar 


Saffron e degeneração macular - Investigação 

Pesquisadores de várias universidades em Itália uniram forças para explorar os efeitos da ingestão de açafrão em pessoas com problemas de visão devido à degeneração macular. 

Um estudo participantes foram dadas apenas a 20 miligramas de açafrão por dia por um período de três meses, e, em seguida, foram avaliadas no final do período experimental. 

Os investigadores descobriram que as retinas dos participantes com degeneração macular precoce relacionada com a idade, a melhoria do desempenho, após apenas três meses alimentares diários de açafrão, e este resultado foi significativamente melhor do que o observado no grupo de placebo. 

Esta é uma notícia encorajadora para as pessoas que são geneticamente predispostas para a degeneração macular. 

Saffron é caro - O que fazer em vez disso 

Vamos enfrentá-lo: açafrão pode ser muito caro e nem todos querem comer um curry cada dia. No entanto, você ainda pode colher os frutos de açafrão por causa de sua visão em lidar com um suplemento de baixo custo em vez disso. 


degeneração macular 

Outras maneiras naturais para proteger os seus olhos 

O identificador pode ajudar a prevenir a degeneração macular 

De acordo com o Instituto de Cura Natural (Natural Instituto de Cura), manga comer três porções por dia (1 porção = 1/2 a 3/4 de copo) pode reduzir as chances de desenvolver a degeneração macular relacionada com a idade em mais de metade. 

Não pare de ler: 

Benefícios para as mulheres a ter relações íntimas 

Mangas contêm uma grande quantidade de vitamina A, que é muito importante para a saúde ocular, e também são ricos em lutea e zeaxantina - dois antioxidantes poderosos. Proteger os olhos de ondas de luz de alta energia, como alguns raios ultravioleta da luz solar, que podem ser prejudiciais para os olhos. 

Outras maneiras de melhorar a sua visão 

Nossa visão é vital para uma vida saudável, independente e gratificante. No entanto, mais e mais pessoas experimentam problemas de visão diferentes, incluindo catarata, degeneração macular e retinopatia diabética (doença ocular diabética comum e uma das principais causas de cegueira). 

Nunca é tarde demais para começar a cuidar de seus olhos. Comer os alimentos certos é certamente um passo importante na direcção certa, e ainda mais conveniente é o suco de certos alimentos para proteger naturalmente e até mesmo melhorar a sua visão. É hora de apreciar tudo o que os seus olhos fazer por você. 

Há uma série de vitaminas essenciais que permitem que seus olhos para se manter saudável: 

 Vitamina A - Deficiência de vitamina A pode causar problemas de visão noturna e aumentar o risco de degeneração macular e catarata. 

 Provitamina A carotenóides 

 Luteína e zeaxantina - Estes dois são poderosos antioxidantes e pode reduzir o risco de desenvolver degeneração macular e outros problemas oculares comuns. 

 Licopeno - Reduz o risco de degeneração macular. Ele também tem sido ligado a prevenção do câncer. 

 vitamina E 

 Vitamina C 

 Bioflavonóides


Fonte :

http://www.lavidalucida.com/azafran-en-la-perdida-de-vision-por-degeneracion-macular.html

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Aplicação de laser em pacientes com Retinose Pigmentar.

Objetivo
A retinite pigmentosa (RP) é um grupo de doenças genéticas raras que envolvem a degradação e perda de células na retina. O objetivo deste estudo é examinar os efeitos a longo prazo da terapia a laser de baixa intensidade (LLLT) em pacientes com (RP).
Métodos
A pesquisa foi implementada por um período de 3 anos. Para LLLT, o laser He-Ne com emissão contínua a 633 nm (01 mW / cm2) foi utilizado em pacientes com RP. No total, 14 pacientes (7 homens e 6 mulheres - 28 olhos) com RP de 56,5 ± 3,2 anos foram incluídos no estudo. A radiação laser foi aplicada 10 vezes transpupilar durante 3 min em dois dias para a mácula. A acuidade visual foi seguida por um período de 3 anos. Utilizou-se o ERG, o Anomaloscópio IF-2 TOMEY, o Roth Test 28 HUE Farnsworth-Munsell, o perímetro de Kugel, a perímetro de Humphrey, o angiograma de fluoresceína e o teste de Amsler.
Resultados
Os pacientes apresentavam queixa de nyctalopia e diminuição da visão. A biomicroscopia mostrou atrofia do nervo óptico e vasos retinianos estreitos com padrão típico de pigmentação retiniana. Os campos visuais foram reduzidos a um residual central de 10 graus. A acuidade visual manteve-se inalterada em todos os pacientes com RP. Houve um aumento estatisticamente significativo na acuidade visual (p <0,001, fim do estudo versus linha de base) para pacientes com RP durante o período de 3 anos após a LLLT. O escotoma concêntrico absoluto médio-periférico em RP foi reduzido após LLLT. Nos efeitos secundários foram observados durante a terapia.
Conclusões
Este estudo mostra que LLLT pode ser uma opção terapêutica duradoura para RP. Este é um tratamento altamente eficaz que melhora a acuidade visual por um longo tempo.
Referências
1. Ivandic BT1, Ivandic T. Terapia a laser de baixo nível melhora a visão em um paciente com retinite pigmentosa. Fotomed Laser Surg.

Fonte:http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1755-3768.2015.0376/abstract

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

ALERTA: VIAGRA PODE CAUSAR CEGUEIRA.

Um estudo publicado pelo Daily Mail revela que o consumo regular de Viagra pode causar cegueira nos homens

 

Pesquisadores australianos defendem que um dos ingredientes utilizados no viagra contra a impotência sexual pode afetar permanentemente a visão de homens que sofrem de problemas hereditários nos olhos. E pode afetar também aqueles que tendo uma visão perfeitamente normal, possuam um gene, ainda que escondido, de retinite pigmentosa.

 

 Uma das teorias apresentadas é a de que uma das drogas para a disfunção erétil obstrui uma enzima que é importante na transmissão de sinais luminosos da retina para o cérebro. Já é sabido que o sildenafila, ingrediente ativo na medicação contra a disfunção erétil pode causar problemas de visão temporários, mas agora chegou-se à conclusão que pode também causar danos permanentes a pessoas que tenham retinite pigmentosa nos olhos.

 

A retinite pigmentosa trata-se de um conjunto de doenças hereditárias, que causam a degeneração da retina. Esta pode dificultar a capacidade de visão das pessoas em locais com pouca luz, a perda da visão periférica e, por vezes, cegueira.

 

O estudo realizado pela Universidade de New South Wales, na Austrália, testou o sildenafila em ratos, dividindo-os em dois grupos: um deles perfeitamente saudável e o outro composto por animais com o gene da retinite pigmentosa. A experiência mostrou que o medicamento provocou problemas de visão durante dois dias nos ratos saudáveis e problemas durante duas semanas ao outro grupo.

 

Verificaram também que as células dos olhos dos animais morriam o que prova que o sildenafila pode causar cegueira.


Fonte:http://www.hogdf.com.br/noticias/alerta-viagra-pode-causar-cegueira

domingo, 27 de novembro de 2016

Novo estudo interrompe perca divisão causada pela retinose pigmentar.

créditos: página no Facebook doenças da visão. 
Perda de visão interrompida em retinite pigmentar ligada ao cromossomo X de fase tardia: um estudo novo pela University of Pennsylvania

uma equipe da Universidade da Pensilvânia anunciou em 2012, que tinham curado retinite pigmentosa ligada ao X, em cães.

Após 3 anos, a mesma equipe mostrou que eles podem curar a doença a longo prazo. O tratamento foi administrado depois de metade ou mais das células fotorreceptoras afectadas terem sido destruídas.

Uma vez que Retinitis Pigmentosa afeta os seres humanos da mesma forma como faz com cães, os resultados poderiam trabalhar para os seres humanos, bem como um estágio para ensaios clínicos humanos.

William A. Beltran, co-principal autor e professor associado de oftalmologia na Penn's School of Veterinary Medicine, disse:

O estudo de 2012 mostrou que a terapia genética foi eficaz se usado como um tratamento preventivo ou se você intervir logo após o início da morte celular.

Isso foi obviamente muito encorajador. Mas agora nós fomos mais longe, mostrando que o tratamento é duradouro e eficaz, mesmo quando iniciado em meados e fase tardia doença.

Retinite Pigmentosa

Artur V. Cideciyan, co-principal autor e professor de pesquisa de oftalmologia no Scheie Eye Institute na Penn's Perelman School of Medicine disse:

Isso acontece de ser uma doença muito grave com início muito precoce nas duas primeiras décadas de vida em seres humanos. Porque a progressão da doença em cães coincide com a progressão em seres humanos, isso nos dá muita confiança em traduzir esses resultados para eventualmente tratar seres humanos.

Fonte :
http://thegenericwhiz.com/vision-loss-stopped-retinitis-pigmentosa-new-study/

Desempenho bem sucedido do Argus.

Desempenho bem sucedido do Argus II abre caminho para maior disponibilidade, reembolso 


A disponibilidade do sistema de prótese de retina Argus II da Second Sight foi rápida expansão desde a primeira implantação comercial em 2011 por Stanislao Rizzo, MD, na Itália.

 O implante está actualmente aprovado e comercialmente disponível na Europa e nos EUA, e políticas de reembolso foram implementadas em vários países. 

"Dentro e depois de ensaios clínicos, temos tratado quase 150 pacientes," Will McGuire, presidente da Second Sight, disse na reunião Euretina. "Uma coisa que pavimenta nossa maneira é reembolso. Estamos a fazer progressos. Foi concedido um reembolso limitado em França, Itália, Alemanha e EUA, e continuamos a envidar esforços neste sentido. " 

"Na Itália, implantamos 21 Argus II, e 18 destes pacientes estão completamente satisfeitos", disse Rizzo. "A cirurgia agora é muito suave. Começamos com 4 horas e agora é menos de 2 horas. " 

Ele espera mais melhorias da tecnologia nos próximos 2 anos. 

"O número de eletrodos deve aumentar de 60 para 240, o que significa um maior campo visual e melhor definição de objetos", disse ele. 

Em entrevista à Ocular Surgery News na reunião, um paciente da Holanda, cujo sistema II Argus foi implantado por Marco Mura, MD, em junho de 2013, disse que está "feliz e orgulhoso" das melhorias progressivas que ele está fazendo em Realizando tarefas relacionadas à visão. 

"Minhas habilidades ficaram melhores com o tempo e o treinamento porque você tem que aprender a escanear o ambiente e o perfil dos objetos e interpretar o que você vê. A melhora é grande ", disse Jeroen Park. 


Jeroen Park 

Agora, ao caminhar na rua, ele pode detectar carros passando e pessoas andando, e ele pode ver encruzilhadas e objetos contrastando com um fundo mais claro ou mais escuro. 

"Eu vou a shows, e enquanto eu costumava sentar na parte de trás, porque eu não podia ver nada, agora eu me sento na primeira fila, porque eu posso ver a luz e os movimentos das pessoas jogando", disse ele. 

"Eu também fui esquiar, seguindo um guia de esqui e a neve tornou fácil porque eu podia ver o contorno do guia tão bem." 


Fonte :

http://www.healio.com/ophthalmology/retina-vitreous/news/online/%7B23bb34ad-2fc9-4780-8461-838463066b27%7D/video-successful-performance-of-argus-ii-paves-way-for-expanded-availability-reimbursement

Créditos: página no  Facebook, doenças da visão.

sábado, 26 de novembro de 2016

Retinoseiros um bicho metido.

Todos retinoseiros são metidos, nossa esse pessoal (RP)se achao a última bolacha do pacote você percebe isso fácil, vivem andando olhando para o chão só para não ter que olhar para as pessoas, já perceberam que eles simplesmente ignoram os amigos?
Passam pela rua só faltam esbarrar na gente e não falam um simples: ”Oi tudo bem?”.
E o pior é que no outro dia eles se comportam como se nada tivesse acontecido, também são pessoas cruéis sempre chutam as criancinhas e os animais, isso é muita maldade, adoram atrapalhar o trabalho do pessoal da limpeza, chutam os baldes as vassouras, mas que gente esnobe he,he, kkk... 
Se saírem à noite e tem um pobre mendigo na rua dormindo ou um bêbado sai loco dando bica nos pobres, pior que quando você conversa com eles no dia a dia são tão educados e gentis e depois na rua se transformam, já sei eles devem ter surtos de personalidade.
*OBS:Gente desculpa isso foi só uma brincadeira de retinoseiro para retinoseiro , se bem que tem gente que deve achar agente muito estranho mesmo kkkk.
Créditos: texto retirado de um perfil no Facebook, chamado Paulo retinose pigmentar.

domingo, 20 de novembro de 2016

Cientistas criam técnica capaz de reverter cegueira causada por doença na retina.

Cientistas estão trabalhando em uma nova técnica de edição de genes que combina o Crispr (ferramenta de edição de genoma) com uma nova habilidade, capaz de atingir células que não podem ser divididas. Esse novo mecanismo pode culminar no retorno da visão em pessoas cegas. Até o momento, foram realizados testes apenas em ratos com retinite pigmentosa, doença ocular que provoca degeneração na retina em quase dois milhões de pessoas em todo o mundo.

“Estamos muito entusiasmados com a tecnologia que descobrimos porque é algo que não poderia ser feito antes”, disse o autor do estudo, Juan Carlos Belmonte, professor do Laboratório de Expressão Genética do Instituto Salk, nos Estados Unidos, em declaração reproduzida pelo site de curiosidades científicas IFLS. “Pela primeira vez, podemos entrar em células que não dividem e modificar o DNA à vontade. As possíveis aplicações dessa descoberta são vastas”, acrescentou.

No estudo realizado com os ratos, após cinco semanas, a visão melhorou. A técnica entusiasmou os cientistas, que garantes que os resultados são bastante promissores, podendo chegar ao ponto de afastar completamente o risco de cegueira em portadores da doença, caso o tratamento comece de forma precoce. “Conseguimos melhorar a visão de ratos cegos. Este sucesso inicial sugere que esta tecnologia é muito promissora”, disse o co-autor do estudo Reyna Hernandez-Benitez. No caso da retinite pigmentosa, um dos genes que é danificado, chamado Merkt, é substituído e instinto por cópias que funcionam.

As células não divididas, caso do Merkt, representam a maior parte dos órgãos e tecidos do corpo humano. A nova técnica, portanto, pode ser aplicada em diversas outras enfermidades no futuro, incluindo doenças do coração, neurológicas e outras de retina. A ciência pode substituir células danificadas por cópias funcionais.


Fonte:http://curiosamente.diariodepernambuco.com.br/project/cientistas-criam-tecnica-capaz-de-reverter-cegueira-causada-por-doenca-na-retina/